Para ampliar o seu mapa favor clicar no ícone no canto superior direito do mapa

De  27  dezembro  2018  a  13  janeiro  2019

Itinerário Resumido

1 o Dia Início DELHI
2 o Dia DELHI DELHI
3 o Dia DELHI DELHI
4 o Dia DELHI VARANASI
5 o Dia VARANASI VARANASI
6 o Dia VARANASI VARANASI
7 o Dia VARANASI BODHGAYA
8 o Dia BODHGAYA BODHGAYA
9 o Dia BODHGAYA BODHGAYA
10 o Dia BODHGAYA BODHGAYA
11 o Dia BODHGAYA RAJGIR
12 o Dia RAJGIR VAISHALI
13 o Dia VAISHALI KUSHINAGAR
14 o Dia KUSHINAGAR KUSHINAGAR
15 o Dia KUSHINAGAR LUMBINI
16 o Dia LUMBINI LUMBINI
17 o Dia LUMBINI KATHMANDU
18 o Dia KATHMANDU Retorno ao Brasil ou Extensão Oito Locais Mais Importantes do Budismo (aqui) ou Mais Extensões (aqui)

Itinerário Detalhado

1 ° Dia 27-dez-2018 qui Início DELHI

Chegada

Caminhada

Chorten Delhi Airport aeroporto - md

Em sua chegada, você já será assistida(o) por nossos representantes locais que estarão aguardando com uma placa com o seu nome no aeroporto. Acompanhamos a chegada de cada Viajante Chörten, mantendo contato por telefone com a equipe de nossos representantes no aeroporto desde antes da sua chegada. Inclusive certificando se já entraram em contato com o hotel, avisando de sua chegada, para que seu quarto esteja disponível o quanto antes, de acordo com as possibilidades do hotel no dia. Assim que encontrar com nosso representante no aeroporto, entraremos em contato por telefone ou Whatsapp para sabermos se podemos ser de ajuda de alguma forma. O especialista brasileiro da viagem já estará no hotel aguardando pela sua chegada. Transferência ao hotel com nosso próprio veículo, com assistência, localizado em uma região central, com interessantes possibilidades de passeios culturais. Para aqueles que chegarem em um voo pela manhã, possibilidade de uma breve caminhada na região do hotel no período da tarde.

2 ° Dia 28-dez-2018 sex DELHI DELHI

Old Delhi
Raj Ghat
Rajpath
Gandhi Smriti

Chorten India Delhi Old Delhi 2
Chorten Delhi Rajpath
Chorten Delhi Red Fort
Chorten Delhi Gandhi 025 md
Chorten 4 Delhi 03 - md
Mosque of Sheesh Gumbad, Lodhi Gardens

Agora sim, com a chegada de todo grupo, nos encontraremos no café da manhã e em seguida sentaremos para revisar rapidamente as importantes dicas de viagem na Índia. Trânsito, alimentação, higiene, questões culturais, de logística e segurança são alguns dos assuntos sobre os quais já teremos conversado antes da viagem e o especialista, agora in loco, irá relembrar e esclarecer quaisquer dúvidas para que aproveitem ao máximo possível a viagem. São preciosos minutos que ajudarão muito todos próximos dias neste país com uma vasta história, culturas milenares, um conhecimento e visão de mundo que ainda não compreendemos bem dos nossos backgrounds e pontos de vista do Ocidente.

Começaremos os nossos passeios com o que é na verdade uma das várias Delhis, que existiram em épocas e impérios diversos em uma sucessão de cidades vizinhas. A última e oitava Delhi é onde nos hospedamos, construída pelos ingleses, chamada de Nova Delhi. A sétima foi construída por Shah Jahan, um dos grandes imperadores mughais, o mesmo que construiu o Taj Mahal, na época conhecida como Shajahanabad. Hoje chamamos de Old Delhi ou a Velha Delhi. Visitaremos a grande mesquita do Imperador, a Jama Masjid. Caminharemos pelas ruelas de seu antigo bazar. Visitaremos um pequeno templo do Jainismo com lindas pinturas. Até chegarmos em frente ao Red Fort, onde está o importante Lahore Gate. Foi nele que importantes falas da história da Índia aconteceram, como da independência deste país, hoje a maior democracia em todo o mundo, em que valores e costumes milenares convivem ao mesmo tempo com conhecimentos e tecnologias extremamente modernos.

Visitaremos o Red Fort, construído em arenito vermelho e mármore branco no séc. XVII, também pelo imperador Shah Jahan. Utilizado pelo Império Mughal por aprox. 200 anos, entenderemos como viviam, com seus jardins, aposentos, salões de audiências públicas e privadas. Veremos que foi utilizado também pelo exército inglês.

No caminho de volta à região de nosso hotel, prestaremos homenagem ao memorial onde Gandhi foi cremado, o Raj Ghat. Veremos qual foi sua última palavra, sinal de grande realização em seu caminho espiritual. Quem gosta de fotografias, procurem por imagens feitas por Cartier-Bresson, um dos grandes fotógrafos que já existiram, que estava em Delhi nesse dia.

Próximo de nosso hotel, está a esplanada construída pelos ingleses no séc. XX, chamada Rajpath (Raj: rei, path: caminho). Nela está o India Gate, marco da cidade, construído em homenagem aos combatentes na grande guerra.

Mais uma especial visita para o nosso dia, é a última casa onde Gandhi viveu, conhecida como Birla House. Aprenderemos um pouco sobre essa importante parte da história dessa nação, como sobre a vida e o momento final deste grande líder, exemplo da prática de Ahimsa (não violência) até os dias de hoje em todo mundo. Hoje, em formato de um museu interativo, com uma coleção de fotografias e objetos de Gandhi, chamado Gandhi Smiriti.

Uma volta por um dos parques em que os locais frequentam para suas caminhadas, muito bonito, com mausóleos dos vários sultões de Delhi, o Lodhi Garden, é uma ótima opção que combina história, natureza e oportunidade para observarmos o dia a dia dos residentes locais.

3 ° Dia 29-dez-2018 sab DELHI DELHI

Templo Lótus
Templo Iskcon
Mausoléu de Humayun
Museu Nacional

Chorten Delhi Lotus
chorten delhi iskcon
Chorten Delhi Humayun

Mais ao sul da cidade, visitaremos o bonito Templo Lótus. Construído no formato de seu nome, é da religião chamada Bahá’í, fundada no séc. XIX, na antiga Pérsia, ao visitá-lo todos são convidados a ficar em silêncio por um instante. Uma experiência interessante no meio desta grande movimentada cidade.

Nessa mesma região também conheceremos um templo da famosa organização ISKCON, conhecida como Hare Krishna. Devotos deste que é o oitavo avatar do deus hindu Vishnu, essa é uma oportunidade para observarmos como essa tradição pratica seu método, com bastante música, aqui na Índia.

Segundo dos seis principais imperadores mugais, Humayun (1508-1556), seu mausoléu foi construído em Delhi, o primeiro com arquitetura associada a um jardim e uso da pedra arenito vermelho nessa escala na Índia. Assim o antecessor e de beleza próxima do Taj Mahal, há quem considera este monumento ainda mais bonito.

Uma visita bastante interessante em Delhi é o Museu Nacional. É possível passarmos muitas horas ou dias para apreciarmos cada salão e exposições sobre a história, artes e povos da Índia. Uma boa forma de aproveitarmos essa oportunidade é visitando o salão sobre Mohenjodaro e Harappa, berço dessa civilização, que existiu entre 3500 e 1500 a. C.. Não deixe de dar uma olhada, em frente a entrada do museu, uma das se não a primeira carta de direitos humanos, esculpida em uma pedra, de acordo com as leis do grande imperador indiano do séc. III a.C., Ashoka. Daí então caminhar, sem parar muito com o objetivo de usar um tempo mais curto do nosso dia no museu, pelos demais salões, até chegarmos nas relíquias de Buda. É comum encontrarmos praticantes do método deste mestre indiano/nepalês, sentados em meditação ao redor de suas relíquias. Essa pode ser seguramente uma benéfica marca mental que podemos nos oferecer por alguns minutos, nesse treino em direção a uma mente mais em paz e de maior benefício a todos seres sencientes (simplificadamente: seres com consciência).

Checaremos a agenda cultura da cidade para este final de dia, como possibilidade de uma especial atividade, onde grandes artistas do país se apresentam.

4 ° Dia 30-dez-2018 dom DELHI VARANASI

Voo

Cerimônia Aarti

Chorten Varanasi 1403 (114) - md tamanho home
Chorten 3 Varanasi 04 horiz

Hoje visitaremos uma das cidades mais antigas do mundo viva até os dias de hoje. Após o café da manhã, seguiremos ao aeroporto de Déli para o nosso voo à Varanasi. Traslado ao nosso hotel e check-in. Tempo de nos refrescarmos em nossos quartos e então conhecermos a parte antiga da cidade através de uma cerimônia milenar. O puja do fogo ou Aarti Puja, conduzido por brâmanes (casta dos sacerdotes hinduístas) e centenas de peregrinos de toda Índia na margem do sagrado Ganges, é repleto de música, símbolos, mantras, cheiros, muita devoção e, para quem estuda as escrituras sagradas, um conhecimento sobre o funcionamento da mente humana bastante profundo e sofisticado. Hora de voltarmos ao nosso hotel, com todas essas impressões, praticamente as mesmas que tanto santos e yogis hindus, como o próprio Buda Sakyamuni, tiveram neste mesmo local em suas caminhadas, períodos de treino e ensinamentos. Um bom descanso para um especial início de dia, bem cedo amanhã.

5 ° Dia 31-dez-2018 seg VARANASI VARANASI

Nascer do sol do Ganges

Sarnath

Chörten Varanasi 108
Chorten India Varanasi Sarnath 910 p md
Chorten 3 Varanasi 01
Chorten India Sarnath 229
Chorten 3 Varanasi 07 md
Chorten Sarnath Alice 1 - md p

Acordaremos bem cedo para chegarmos no Ganges antes do sol nascer. Embarcaremos em nosso barco à remo para subirmos o Ganges e presenciaremos o nascer do deus sol, Surya, do nosso barco. Observaremos peregrinos fazendo seus pujas (rituais) no início de seus dias, neste que é o local mais sagrado para a tradição hindu. Com calma, levados pela deusa Ganga, retornaremos o percurso percorrido agora até um ghat (escadaria à beira do rio) um pouco mais adiante, onde desembarcaremos e teremos a oportunidade de caminharmos pelas muitas ruelas, em meio a milhares de pequenos e maiores templos, da parte antiga da cidade.

De volta ao nosso veículo, tomaremos um bom café da manhã em nosso hotel e então seguiremos à Sarnath . Passaremos pelo local onde Buda, após sua iluminação em Bodhgaya, encontrou com seus 5 companheiros de prática e entào visitaremos o importante Parque dos Cervos. Local bastante tranquilo, onde Buda girou a Roda do Dharma, ou seja, ensinou pela primeira vez, há aprox. 2500 anos atrás. Poderemos fazer nossa prática de meditação individualmente como juntos, sentar por alguns minutos, caminhar, ler, fotografar, como da viajante preferir. Visitaremos o templo onde há relíquias de Buda e uma árvore “filha” da que Buda sentou e se iluminou. Uma visita simples e sempre muito especial será conhecermos uma escola onde as crianças dos vilarejos próximos, além do conteúdo comum, desde cedo aprendem meditação, yoga e sobre o funcionamento da nossa mente. Veremos em primeira mão o resultado prático dessas ferramentas.

6 ° Dia 1-jan-2019 ter VARANASI VARANASI

Templo de Durga
Universidade de Benares
Caminhada pelos Ghats

Final do dia livre

Chorten India Varanasi 241 md
Chorten Varanasi 628 md
INDIA 18 varanasi flores

Temos mais um dia para aproveitarmos a antiga e tão especial Varanasi. Hoje visitaremos um importante templo hindu, em seguida o pequeno museu e o templo da antiga universidade de Benares. Será uma boa oportunidade para conhecermos uma Índia com muito pouco contato com estrangeiros, como é o ambiente deste campus da universidade.  Após nossas primeiras visitas, veremos a Índia, sua história, costumes e tradições enquanto fazemos uma caminhada pelos ghats na margem do Ganges. Final do dia livre para explorar mais um pouco da então já bem conhecida Varanasi.

7 ° Dia 2-jan-2019 qua VARANASI BODHGAYA

Templo Mahabodhi

Chorten Bodhgaya 1
Chorten India Bodhgaya 707 md
Chorten Bodhgaya 5

Viajaremos hoje ao local onde Buda se iluminou, o local mais sagrado do Budismo, Bodhgaya. Serão aprox. 6h com nosso veículo próprio. Faremos o check-in em nosso hotel, almoço e então visitaremos o complexo do templo principal da cidade, o Mahabodhi. Foi ali que Buda sentou-se por alguns dias até purificar todos seus obscurecimentos e realizar a natureza de nossa mente. Podemos fazer o mesmo, sentando-se próximo ou mesmo debaixo da árvore Bodhi, uma ficus religisosa (figueira), no exato local em que Buda se iluminou. Este local também é chamado de Vajra Seat, o assento do diamante ou do raio indestrutível assim como a nossa condição natural, nossa essência. Estaremos entre peregrinos, laicos e monásticos, de todo o mundo. Mantras, incensos, práticas do treino da mente de diversas tradições para as nossas diversas disposições mentais. Após se iluminar, o Desperto (em Sânscrito: Buda) contemplou a sua experiência por algumas semanas em pontos diferentes ao redor da árvore Bodhi. Estes locais estão marcado assim poderemos contemplar as mesmas reflexões em nossos dias em Bodhgaya.

8 ° Dia 3-jan-2019 qui BODHGAYA BODHGAYA

Caminhada
Templos
Monastério Karmapa
Templo Mahabodhi

Chorten Bodhgaya Root
Chorten Bodhgaya 2
Chorten Bodhgaya 1403 (96) md

No dia de hoje, se quisermos, mesmo que ele esteja disponível para o que precisarmos, não precisamos usar o nosso veículo. Caminharemos do nosso hotel, passando por plantações, até um instituto de um professor muito importante do Budismo Tibetano, que oferece cursos de introdução ao Budismo em várias línguas, em diversos países. Há também uma clínica médica, alopática e homeopática, para os campesinos indianos, escolas de Educação Universal, bem especial. Do Instituto Root caminharemos até uma grande estátua de Buda construída por japoneses, então até um templo japonês, um butanês, cada um com estilos muito bonitos e bem diferentes, e um tailandês, com pinturas muito bonitas. Um monastério muito bonito que vale uma visita, é o monastério do Karmapa, grande mestre do Budismo Tibetano. Existem boas opções de almoço e cafés na cidade e, sempre, mais outras tantas opções de visitas aos seus inúmeros templos e monastérios. Podemos sempre reservar o sempre muito bem vindo e solicitado templo livre, seja para compras como para sentar-se mais um pouco próximo da árvore Bodhi, leitura, meditação caminhada, fotos, como cada viajante preferir.

9 ° Dia 4-jan-2019 sex BODHGAYA BODHGAYA

Caverna Mahakala

Vilarejo Surjata

Chorten Bodhgaya 1403 (39) - md
Chorten Bodhgaya 1403 (48) - md
Chorten Bodhgaya 1403 (66) md

Hoje seguiremos para uma região mais afastada nos arredores de Bodhgaya, até uma montanha onde há uma caverna em que Buda meditou e praticou austeridade antes de se iluminar. Será também uma oportunidade para observarmos o ritmo de vida dos vilarejos mais remotos dos centros urbanos. Como todas cavernas de grandes mestres, é um local muito especial para fazermos a nossa prática. Após visita à Caverna Mahakala, visitaremos o tranquilo local onde, quando Siddhartha praticava se alimentando com apenas um grão de arroz por dia, a garota Surjata ofereceu leite de arroz ao Buda. Neste momento, ao se alimentar e observar sua mente funcionando melhor com o corpo mais forte, Siddharta percebeu que não seria através dos extremos da autoindulgência ou automortificação que se iluminaria, mas através do caminho do meio. Retorno a Bodhgaya com tempo livre para aproveitarmos o complexo do templo Mahabodhi, demais templos, cafés, caminhar, ler, como cada viajante preferir.

10 ° Dia 5-jan-2019 sab BODHGAYA BODHGAYA

Dia Livre

Chorten India Bodhgaya Market md
Chorten India Bodhgaya Temple md
Chorten Bodhgaya 1403 (119) md

Temos o dia de hoje livre, sem agenda, sem precisarmos usar nosso veículo, que podemos usar para, por exemplo, aproveitarmos um pouco mais Instituto Root, com sua biblioteca, videoteca, livraria, por vezes meditações guiadas de acordo com o método dessa importante linhagem. Poderemos conversar com algum lama, monge ou monja, sobre o que vimos na Índia até hoje, como o que experienciaremos nos próximos dias. É um dia para processarmos também nossas experiências com as inúmeras tradições com que tivemos contato, milênios de estudo e conhecimento da mente fortemente presentes nessas culturas, povos e viagem, descansarmos um pouco para amanhã colocarmos o pé na estrada novamente, até um local também muito especial e dos mais importantes do Budismo.

11 ° Dia 6-jan-2019 dom BODHGAYA RAJGIR

Bosque dos Bambus

Estupa Shanti

Pico dos Abutres

Chorten India Rajgir md
Chorten Rajgir Vultures Peak - md
Chorten Rajgir por sol - md

Viajaremos por aprox. 3h à Rajgir. Visitaremos um dos locais onde Buda e sua sangamonástica viveu por muitas monções, o Bosque dos Bambus. Como Buda e seus alunos viviam caminhando (pelos locais que estamos visitando), por conta dos perigos de uma viagem como esta nas temporadas das chuvas, nestes meses de cada ano eles permaneciam em locais oferecidos pelos reis de diferentes regiões. Após o check-in em nosso hotel, seguiremos à Estupa da Paz, ou Shanti Stupa, em um bonito local em cima de uma montanha, construída por um projeto do Budismo japonês pela paz mundial, em muitos locais do mundo. Da estupa caminharemos até o muito especial Pico dos Abutres, onde Buda tinha uma cabana. Este é o local do importante texto e ensinamento chamado Sutra do Coração, que teremos conosco, assim como comentários de grandes mestres. Muito tranquilo, também em uma montanha ao lado. Podemos utilizar essa especial oportunidade de treino de nossa mente, seja oferecendo incensos, como (convite) fazer uma prática, como leitura do  próprio Sutra do Coração e seus comentários.

12 ° Dia 7-jan-2019 seg RAJGIR VAISHALI

Universidade de Nalanda
Shanti Stupa
Estupa das relíquias

Chorten Rajgir Nalanda p md2
Chorten India Vaishali 55 md
Chorten Rajgir Nalanda 73 p md
Chorten Vaishali Shanti Stupa md
Chorten India Vaishali por sol md
Chorten Vaishali 1403 (6) - md 2

Pela manhã, ao lado de Rajgir, conheceremos o sítio arqueológico da muito importante Universidade de Nalanda. Nalanda por séculos foi um  dos mais importantes grandes centros de estudos budistas que atraiu alunos de muitas partes do mundo, principalmente entre os séculos V e XII. Ali viviam cerca de 10.000 alunos, 2.000 professores e havia uma biblioteca maior que a de Alexandria, por exemplo. Entre os vários grandes acadêmicos mestres de Nalanda, conhecidos como os panditas indianos, alguns deles foram: Nagarjuna, Aryadeva, Buddhapalita, Bhavaviveka, Chandrakirti e Shantideva. Por séculos muitos destes yogis foram convidados pelos reis tibetanos a atravessar os Himalayas e levarem os estudos do Budismo ao Tibete. Assim, a tradição de Nalanda segue viva até os dias de hoje, estudada e praticada nas tradicionais shedras (universidades) e monastérios tibetanos na Índia, Nepal, Butão e Tibete, também em importantes universidades na Europa e América do Norte, onde há um importante muito rico intercâmbio com neurocientistas, físicos e educadores atuais. Visitaremos os monastérios de Nalanda, assim como templos, importantes estupas e seu pequeno museu. Seguramente um local muito especial e convidativo para fazermos uma prática de observação, reflexão e familiarização da nossa mente, aou seja, uma meditação indivualmente ou juntos, como cada viajante preferir, assim como lermos trechos de importantes textos dessa ciência escritos no mesmo local em que estaremos, nessa universidade milenar.

Seguiremos viagem por aprox. 5h a Vaishali. No caminho passaremos por Patna, capital do antigo império de Ashoka, hoje deste estado, Bihar, e por onde também passa o rio Ganges. Chegando em Vaishali, bastante próxima de Patna, faremos nosso check-in, uma boa refeição e então uma caminhada pelo pequeno vilarejo nas proximidades de nosso hotel. Vaishali que, como Rajgir, faz parte dos 8 locais mais sagrados do Budismo, talvez tenha sido o primeiro exemplo de uma organização de governo do tipo república, que Buda visitou inúmeras vezes. Foi em Vaishali que Buda ordenou a primeira sanga de monjas mulheres, demonstrou milagres, ofereceu seu último sermão (sutra), anunciou seu Mahaparanirvana e também foi onde aconteceu o Segundo Concílio. Hoje visitaremos mais uma Estupa Shanti, como em Rajgir, e uma bem mais antiga estupa, do Império Licchavi, que guarda relíquias de Buda. Há um gramado muito agradável e convidativo para nossas leituras, prática e sempre boa conversas.

13 ° Dia 8-jan-2019 ter VAISHALI KUSHINAGAR

Kutagarasala Vihara
Estupa de Ananda
Estupa Kesariya

Chorten India Vaishali estela - md
Chorten India Vaishali 42 md
Chorten India Kushinagar 423

Terminaremos nossa visita à Vaishali pela manhã. Visitaremos o sítio arqueológico do monastério Kutagarasala, onde está a estupa de um dos principais alunos de Buda. Ananda, seu primo e atendente, teve uma grande importância no primeiro concílio após a morte de Buda, por lembrar de todos sutras, ensinamentos de Buda. Foi próximo a Vaishali às margens do Ganges que Anandapassou ao nirvana. Ao lado da estupa veremos um dos pilares de Ashoka, o grande imperador que apoiou o Budismo na Índia e em vários outros países na Ásia. Hora de seguirmos viagem por aprox. 5h pela planície gangética, até Kushinagar, local do Mahaparanirvana de Buda.

No caminho faremos uma parada na Estupa Kesariya. Construída há aprox. 1500 anos no local onde Buda viveu em uma vida anterior, local de um de seus professores antes de se iluminar, onde em uma visita anterior ensinou o que ficou sendo chamado de o Sutra de Kalama. Nesse ensinamento Buda enfatizou a importância do uso da razão, teste e investigação dos ensinamentos sobre o funcionamento de nossa mente, em contraponto à crença cega e dogmas. A caminho de Kushinagar, em sua última visita, Buda ofereceu aqui sua tijela ao Lichavis, os habitantes de Vaishali.

14 ° Dia 9-jan-2019 qua KUSHINAGAR KUSHINAGAR

Templo Mahaparinirvana
Caminhada pelos templos
Estupa Ramabhar

Chorten Kushinagar md
Chorten Kushinagar md 2
Chorten India Kushinagar
Chorten India Kushinagar 18
Chorten Kushinagar g md
Chorten India Kushinagar 26

Hoje não precisaremos usar nosso veículo. Caminharemos pelo vilarejo de Kushinagar, um dos quatro locais mais sagrados do Budismo, como o próprio Buda, em seu último ensinamento, instruiu seus alunos à visitarem – Mahaparanirvana Sutra. Caminhando visitaremos o local do Mahaparanirvana de Buda, onde hoje há uma estátua do Buda reclinado. Visitaremos uma estupa de Myanmar e um pequeno templo japonês.  À tarde visitaremos o local onde Buda foi cremado, foi construída uma estupa e há um agradável gramado para contemplarmos este importante ensinamento do Buda sobre a impermanência, assim como seu legado para o desenvolvimento da mente humana.

15 ° Dia 10-jan-2019 qui KUSHINAGAR LUMBINI

Templo Maya Devi

Chorten Nepal Lumbini 35 md
Chorten Nepal Lumbini 10 md
Chorten Nepal Lumbini p md

Seguiremos hoje em direção ao Sul do Nepal, região ainda baixa, muito parecida geográfica, cultural e etnicamente com as regiões que visitamos nos últimos dias. Notaremos pequenas diferenças por conta da proximidade e influência das regiões mais altas deste pequeno e mais alto país do mundo. Após formalidades nas imigrações indiana e nepalesa, facilitadas pelo Guilherme, seguimos ao nosso hotel para uma boa refeição e merecido descanso. Sugestão: uma muito boa comida típica nepalesa! Para quem estiver disposto e preferir, podemos já visitar o templo Maya Devi, local onde Buda nasceu, assim completando os quatro dos mais sagrados locais do Budismo. Viagem de carro por aprox. 7h.

16 ° Dia 11-jan-2019 sex LUMBINI LUMBINI

Parque
Templo Maya Devi
Kapilavastu

Chorten Nepal Lumbini Kapilavastu md
Chorten Nepal Lumbini Kapilavastu 948 md
Chorten Lumbini g md

Após nosso café da manhã, próximo de Lumbini, conheceremos o local onde Buda viveu durante a sua infância e juventude, Kapilavastu. O então príncipe Sidharta era bastante protegido pelo seu pai, com relação a todo desconfortos e possíveis sofrimentos. Ao mesmo tempo, com a presença de todos os prazeres que os nossos sentidos podem nos oferecer. Foi em explorações no entorno de sua casa que Sidharta teve quatro importantes visões: pela primeira vez viu um doente, um velho, um morto e um asceta. Caminharemos pelos mesmos locais que Siddharta viveu antes de sua iluminação, de onde seguiu sua Caminhada, estudos e treinos até se iluminar em Bodhgaya. De volta à Lumbini, quando complementaremos os quatro locais mais sagrados do Budismo, poderemos visitar mais uma vez o local onde Buda nasceu quando sua mãe, Mayadevi, retornava ao vilarejo de seus pais, como é tradicional até os dias de hoje, para o parto de seu filho. Local muito especial, sentar por ali por alguns instantes, aproveitar para leituras, reflexões e familiarizações são seguramente experiências marcantes e muito merituosas.

17 ° Dia 12-jan-2019 sab LUMBINI KATHMANDU

Voo
Boudhnath

Chorten Himalaya Voo west
Chorten Himalayas voo terracos md
Chorten Nepal Kathmandu Boudhnath

Traslado ao aeroporto mais próximo de Lumbini, aprox. 20min, e voo à Kathmandu. Se o tempo permitir, com uma incrível vista das montanhas nevadas, as mais altas do nosso planeta: os Himalayas. Chegada no Vale de Kathmandu, traslado ao hotel no bairro tibetano, com tarde livre com assistência no entorno da grande estupa de Boudhnath para  nos ambientarmos com essa nova, também bastante especial, cultura em nossa viagem.

Em volta da grande estupa (tib: chörten)de Boudhanath em nosso bairro tibetano, repleta de monastérios, encontrará monjas, monges e tibetanos laicos, às vezes grandes mestres, fazendo suas koras (circumumbulações), girando as famosas rodas de orações com milhões de Om Mani Padma Hungs, recitando mantras e acendendo lamparinas principalmente nos finais de tarde e bem cedo pelas manhãs. Aproveite um dos cafés ou restaurantes para observar e assimilar esse povo que, de forma mais direta ou indireta, mantém vivo até os dias de hoje, em todo o mundo, o legado da Universidade de Nalanda que visitamos há poucos dias.

18 ° Dia 13-jan-2019 dom KATHMANDU Retorno ao Brasil ou Extensão (aqui)

Traslado

Voo

Chorten Nepal Kathmandu Boudha p md horiz
Chorten Nepal Kathmandu DS md

Uma manhã livre ou, como os nossos voos costumam sair de Kathmandu à noite, dia livre para comprar lembranças e aproveitar este país que, seguramente, terá nos oferecido incríveis experiências e tocado bastante. Dar mais uma volta pelos locais que mais gostou, fazer mais algumas koras, caminhar, fotografar, ler, escrever, conhecer mais algum local. Como for melhor e cada viajante preferir.

Esperamos que tenha vivido bonitas experiências e significativos aprendizados através do contato com essas culturas milenares, que até os dias de hoje, em contextos mais isolados como em contextos bastante modernos também, vivem valores de uma forma que possivelmente são bastante novos para nós e podem ser de importante ajuda em nossos dia-a-dias. Traslado com assistência ao aeroporto para o voo de volta ao Brasil.

Nota

Kathmandu é o local mais próximo de Lumbini de onde podemos voar ao Brasil. Assim, apenas incluímos essa noite em Kathmandu, para que possa retornar ao Brasil após a Viagem Quatro Locais Mais Sagrados do Budismo. Caso possa e seja de seu interesse, pode fazer uma extensão de mais um, dois ou mais dias em Kathmandu, na qual poderá (1) visitar o vale como outras regiões do Nepal, Butão, Índia e Tibete, como (2) ter um pouco mais de tempo livre em Kathmandu, assim como, para quem interessar, (3) visitar outras áreas do vale que sejam especificamente as de maior interesse aos praticantes do Budismo, como Pharphing e Namo Buddha, (4) como para quem quiser se hospedar nas montanhas (opções: Namo Buddha, Nagarkot, Dhulikhel), assim por diante. São muitas as possibilidades nessas regiões (veja aqui). O ponto é ver se é o melhor momento ou em uma próxima vinda!