DELHI, SARNATH, BODHGAYA E RAJGIR

Para ampliar o seu mapa favor clicar no ícone no canto superior direito do mapa

Próximas  viagens:  de  18  a  29  outubro  2017

  de  5  a  16  janeiro  2018

  de  7  a  18  março  2018

ITINERÁRIO RESUMIDO

1 o Dia Início DELHI
2 o Dia DELHI DELHI
3 o Dia DELHI DELHI
4 o Dia DELHI VARANASI
5 o Dia VARANASI VARANASI
6 o Dia VARANASI VARANASI
7 o Dia VARANASI BODHGAYA
8 o Dia BODHGAYA BODHGAYA
9 o Dia BODHGAYA BODHGAYA
10 o Dia BODHGAYA BODHGAYA
11 o Dia BODHGAYA RAJGIR
12 o Dia RAJGIR Extensão 1 aos Quatro Locais Mais Sagrados do Budismo ou extensão para retorno ao Brasil

ITINERÁRIO DETALHADO

1 o Dia Início DELHI

Chegada
Caminhada

Na chegada em Delhi você já será assistida(o) por nossos representantes locais que estarão aguardando com uma placa com o seu nome no aeroporto. Guilherme Samel acompanha a chegada de cada integrante do grupo, mantendo contato por telefone com a equipe no aeroporto. Transferência ao hotel localizado em uma região central com boa infraestrutura, e descanso. Para aqueles que chegarem em Delhi pela manhã, haverá possibilidade de uma breve caminhada no período da tarde para darmos uma volta na cidade que é um importante centro cultural e artístico da Índia.

2 o Dia DELHI DELHI

Briefing
Old Delhi
Raj Ghat
Raj Path

Agora sim com a chegada de todo grupo, nos encontraremos no café da manhã e em seguida sentaremos para conversar sobre importantes dicas de viagem na Índia. Trânsito, alimentação, higiene e segurança são alguns dos assuntos sobre os quais o Guilherme irá preparar o grupo para aproveitarem o máximo possível a viagem. São preciosos minutos que ajudarão muito mesmo todos próximos dias da viagem. Todos prontos para caminhar e visitar a capital da Índia. Começaremos o dia na parte antiga da cidade, a Old Delhi, construída por um dos grandes imperadores mugais no séc. XVII, o mesmo que construiu o Taj Mahal. Visitaremos uma das maiores mesquitas da Índia, a Jama Masjid, caminharemos pelo seu antigo bazar e veremos o Lahore Gate, importante local em vários períodos da história deste país que se orgulha de ser a maior democracia do mundo. Em seguida visitaremos o memorial da grande alma, o Mahatma Gandhi, chamado Raj Ghat. No retorno à região de nosso hotel, visitaremos a esplanada da parte inglesa da cidade, o Raj Path, onde está o India Gate. Teremos uma prática de meditaçãode Buda Sakyamuni conosco, que nos foi autorizada por um importante Rinpoche. Para quem se interessar, podemos (convite) fazê-la diariamente nos locais auspiciosos que visitaremos, parques, como em nosso hotel, quando e como for mais conveniente.

3 o Dia DELHI DELHI

Templo Lótus
Tumba de Humayun
Museu Nacional

Começaremos nosso dia em um templo muito bonito e especial. Da Fé Bahá’í, construído em formato de uma flor de lótus (símbolo de pureza e sabedoria), em seu interior somos convidados a ficar em silêncio por alguns minutos. Em seguida visitaremos a tumba do imperador mugal Humayun, trabalhada em arenito vermelho e mármore branco, serviu de inspiração ao Taj Mahal. Nossa terceira visita neste dia será ao Museu Nacional, onde visitaremos duas de suas tantas exposições: o salão de Mohenjo Daro e Harappa, berço da civilização indiana há 5000 anos atrás, e o salão com as relíquias de Budaonde poderemos sentar por mais alguns minutos. Caminharemos pelos demais salões conversando sobre a incrível história das culturas milenares que visitaremos in loco pelas próximas semanas.

4 o Dia DELHI VARANASI

Voo

Aarti Puja

Hoje visitaremos uma das cidades mais antigas do mundo viva até os dias de hoje. Após o café da manhã seguiremos ao aeroporto de Déli para o nosso voo à Varanasi. Traslado ao nosso hotel e check-in. Tempo de nos refrescarmos em nossos quartos e então conhecermos a parte antiga da cidade, através de uma cerimônia milenar, o puja do fogo ou Aarti Puja, conduzido por brâmanes (casta dos sacerdotes hinduístas) e centenas de peregrinos de toda Índia na margem do sagrado Ganges. Música, símbolos, mantras, cheiros, hora de voltar ao hotel com todas essas impressões, praticamente as mesmas que Buda Sakyamuni teve neste mesmo local no seu caminho à Sarnath, para um especial início de dia, bem cedo amanhã.

5 o Dia VARANASI VARANASI

Nascer do sol do Ganges
Sarnath

Acordaremos bem cedo para chegarmos no Ganges antes do sol nascer. Embarcaremos em nosso barco à remo para subirmos o Ganges e presenciaremos o nascer do deus sol, Surya, do nosso barco. Observaremos peregrinos fazendo seus pujas (rituais) no início de seus dias neste que é o local mais sagrado para a tradição hindu. Com calma, levados pela deusa Ganga, retornaremos o percurso percorrido agora até um ghat (escadaria à beira do rio) um pouco mais adiante, onde desembarcaremos e teremos a oportunidade de caminharmos pelas muito ruelas, em meio a milhares de pequenos e maiores templos, da parte antiga da cidade.

De volta ao nosso veículo, nos despediremos de nosso guia local, tomaremos um bom café da manhã em nosso hotel e então seguiremos à Sarnath. Primeiro visitaremos o local onde Buda, após sua iluminação em Bodhgaya, encontrou com seus 5 companheiros de prática. Também visitaremos e poderemos fazer nossa prática de meditação, sentar por alguns minutos, caminhar, ler, fotografar, no tranquilo Parque dos Cervos, local onde Buda girou a roda do Dharma, ou seja, ensinou pela primeira vez, há aprox. 2500 anos atrás. Em seguida visitaremos o templo onde há relíquias de Buda e uma árvore “filha” da que Buda sentou e se iluminou.

6 o Dia VARANASI VARANASI

Templos
Museu
Caminhada pelos ghats do Ganges

Temos mais um dia para aproveitarmos a antiga e tão especial Varanasi. Hoje visitaremos um importante templo hindu, em seguida o museu e o templo da antiga universidade de Benares. Será uma boa oportunidade para conhecermos uma Índia com muito pouco contato com estrangeiros, como é o ambiente deste campus da universidade.  Após nossas primeiras visitas, veremos a Índia, sua história, costumes e tradições enquanto fazemos uma caminhada pelos ghats na margem do Ganges. Final do dia livre para explorar mais um pouco da então já bem conhecida Varanasi.

7 o Dia VARANASI BODHGAYA

Viagem de carro

Templo Mahabodhi

Após o café da manhã, viajaremos de carro até Bodhgaya por aprox. 6h, no estado de Bihar. Check-in em nosso hotel e então visitaremos o exato local onde Buda atingiu a iluminaçãoapós sentar em meditação debaixo da figueira Bodhi por 7 dias. Buda Sakyamuni permaneceu neste local por mais 7 semanas após sua iluminação, contemplando a experiência da iluminação dos nossos desejos, apegos e aversões, a experiência do estado natural de nossa mente.

8 o Dia BODHGAYA BODHGAYA

Caminhada por templos
Templo Mahabodhi

Hoje, se quisermos, nem veremos o nosso veículo! Caminharemos do nosso hotel passando por plantações e templos de diversas regiões budistas do mundo, que são tradicionalmente construídos nos locais sagrados do Buda. Terminaremos nossa caminhada até o templo e árvore onde Buda se iluminou. Final do dia livre.

9 o Dia BODHGAYA BODHGAYA

Caverna Mahakala
Local de Surjata

Hoje seguiremos para uma região nos arredores de Bodhgaya, até uma montanha onde há uma caverna em que Buda meditou e praticou austeridade antes de se iluminar. Será também uma oportunidade para observarmos o ritmo de vida dos vilarejos mais remotos e afastados dos centros urbanos. Após visita e à Caverna Mahakala, visitaremos o tranquilo local onde, quando Buda praticava se alimentando com apenas um grão de arroz por dia, a garota Surjata ofereceu leite de arroz ao Buda, que então, ao se alimentar e observar sua mente funcionando melhor, percebeu que não seria através dos extremos da autoindulgência ou automortificação que se iluminaria, mas através do caminho do meio.

10 o Dia BODHGAYA BODHGAYA

Dia livre

Root Institute

Temos o dia de hoje livre para que possamos visitar, por exemplo, o importante Instituto Root, do Lama Zopa Rinpoche e Lama Yeshe, onde há uma biblioteca, muitas estupas e uma clínica de saúde para população local. Também podemos visitar o muito bonito Monastério do Karmapa. Também há pequenas barracas com artigos budistas como malas, além do comércio usual da Índia. Seguramente entraremos em contato com estes institutos e monastérios internacionais que conhecemos bem e, se possível e houver lamas (professores) em Bodhgaya nestes dias, poderemos conversar com eles sobre o que temos visto, conversado, vivenciado e visitado. No final do dia podemos (convite) voltar ao templo Mahabodhi para nos sentarmos no gramado próximo da árvore Bodhi e nos despedirmos do local mais especial do Budismo com nossa bonita prática do Buda Sakyamuni.

11 o Dia BODHGAYA RAJGIR

Bosque dos Bambus
Estupa Shanti
Pico dos Abutres

Viajaremos por aprox. 3h à Rajgir. Visitaremos um dos locais onde Buda e sua sangamonástica viveu por muitas monções, o Bosque dos Bambus. Como Buda e seus alunos viviam caminhando (pelos locais que estamos visitando), por conta dos perigos de uma viagem como esta nas temporadas das chuvas, nestes meses de cada ano eles permaneciam em locais oferecidos pelos reis de diferentes regiões. Após o check-in em nosso hotel, seguiremos à Estupa da Paz, ou Shanti Stupa, em um bonito local em cima de uma montanha, construída por um projeto do Budismo japonês pela paz mundial, em muitos locais do mundo. Da estupa caminharemos até o muito especial Pico dos Abutres, onde Buda tinha uma cabana. Este é o local do importante Sutra do Coração. Muito tranquilo, também em uma montanha ao lado. Podemos oferecer nossos incensos, como (convite) fazer nossa prática, incluindo aqui a leitura do Sutra do Coração.

12 o Dia RAJGIR Retorno ao Brasil ou Extensão 1

Nalanda

Pela manhã, ao lado de Rajgir, conheceremos o sítio arqueológico da muito importante Universidade de Nalanda. Nalanda por séculos foi um importante grande centro de estudos budistas que atraiu alunos de muitas partes do mundo, principalmente entre os séculos V e XII. Ali viviam cerca de 10.000 alunos, 2.000 professores e havia uma biblioteca maior que a de Alexandria, por exemplo. Entre os vários grandes mestres de Nalanda, conhecidos como os panditas indianos, alguns deles foram: Nagarjuna, Aryadeva, Buddhapalita, Bhavaviveka, Chandrakirti e Shantideva. A tradição de Nalanda segue viva até os dias de hoje, estudada e praticada nas tradicionais shedras (universidades) e monastérios tibetanos na Índia, Nepal, Butão e Tibete, também em importantes universidades na Europa e América do Norte, onde há um importante moderno intercâmbio com neurocientistas, físicos e educadores. Visitaremos os monastérios de Nalanda, assim como templos e importantes estupas.

Seguiremos viagem por aprox. 5h a Vaishali. No caminho passaremos por Patna, capital do antigo império de Ashoka, hoje deste estado, Bihar, e por onde também passa o rio Ganges. Se alguém for voltar ao Brasil após termos visitado importantes locais do Budismo, incluindo Bodhgaya, o mais sagrado de todos, nos encontraremos com nossos representantes locais que farão o traslado ao aeroporto da cidade com toda assistência necessária no check-in. Com um rápido voo de volta à então já bem conhecida e familiar Delhi, nossos representantes irão mais uma vez recebê-lo(a) para prestar toda assistência necessária. Guilherme acompanhará cada etapa da sua viagem à Delhi mantendo contato por telefone. Sugerimos uma mini extensão com um dia tranquilo em Delhi, com mais alguma visita, para então retornar ao Brasil com calma, um bom nível de segurança com horário do seu voo internacional, descansado(a) e com uma bastante completa combinação de experiências culturais como com relação aos locais budistas.

 

A viagem aos Locais Budistas na Índia segue com a Extensão 1: Quatro Locais Mais Sagrados do Budismo aqui