Tiffani Gyatso

 

Artista brasileira, nasceu em Cotia, SP, 1981. Seu interesse e determinação para estudar a arte do Budismo tibetano foi entre suas muitas viagens pelo mundo, em uma cruzada de carro da Alemanha, pela Rússia até a Mongólia em 2000, que achou seu dharma na arte. Depois de estudar design gráfico na Alemanha, em 2003 foi aceita como a primeira ocidental mulher no Instituto Norbulingka, em Dharamsala, Índia, onde estudou Thangka por 3 anos. Ao retornar ao Brasil, pintou os murais do templo do centro budista do CEBB em Viamão – um projeto de 5 anos. Hoje tem seu próprio atelier YabYum, nas montanhas de Extrema, MG, onde oferece imersões na arte de Thangka e no processo de pintura intuitiva, onde usa a arte livre para a auto-investigação.

Publicou seu livro “Vida e Thangka” e fez exposições de suas obras em Nova York, Brasília e Porto Alegre e vende encomendas de seus trabalhos especialmente pelo Dakini Project. Leva grupos de amadores da arte sacra do oriente para a Ásia desde 2013, onde conhecem e aprendem com artistas locais. Seu foco sempre foi buscar a origem e a raiz das tradições sagradas e trazer o ocidente para mais perto das sementes da virtude, que muito se perdera no cotidiano corriqueiro. Tem muito gosto em trabalhar com pessoas através de workshops e retiros imersivos usando seu medium principal que é a arte.

 

Ela estará acompanhando o grupo em toda viagem na Índia, traduzindo e orientado a todos em atividades criativas, para estimular o entendimento do que estaremos vendo e ouvindo.

Thangka é a pintura de deidades, símbolos e mandalas do Budismo tibetano e de figuras importantes do Tibete e Índia. A arte foi e é usada como meio de comunicação com um público que antigamente tinha pouco acesso à leitura. A pintura segue estrita regras de proporção e simbologia, como um verdadeiro dicionário do Dharma, ou seja, dos ensinamentos de Buda.

Norbulingka Institute

 

Nosso workshop no Norbulingka Institute será de 3 dias com os professores tibetanos dessa escola de maior referência que existe quanto à arte de Thangka. Um lugar aos pés dos Himalayas, irá nos inspirar e fazer sonhar com deusas da neve e do céu.

Mahaveer Swami

 

Nasceu em 1959 em Bikaner, Rajastão e aprendeu a arte da pintura Mughal com seu avô e seu pai. Depois estudou pintura e escultura na Rajasthan School of Art em Jaipur. Em 1986 fez sua primeira exposição em Delhi e depois fez uma exposição praticamente todos os anos, des de Paris, EUA, Dubai, Japão, Bélgica, Taiwan, Singapura, Israel, Cairo, Butão e Austrália. Mr. Mahaveer tem 15 livros publicados com sua arte e tem seu próprio atelier em Bikaner, onde trabalha e recebe alunos do mundo todo para passar a tradição da pintura da maneira mais autêntica e viva, assim como seus antepassados lhe passaram. Acompanhe: www.facebook.com/artistmahaveerswami

Nosso workshop com Mahavver Swami: serão de 3 dias, o qual ele iniciará com introdução aos aspectos técnicos da pintura, como elaboração temática, composição, linha, papel, cores, nanquim e ouro. Assistiremos como ele trabalha e seremos guiado pelo artista para fazer nossa pequena pintura mughal o qual levaremos para casa, de certo um símbolo de boa lembrança e entusiasmo para novos sonhos.
Não necessita de experiencia prévia, apenas vontade aprender e dedicação!

Arte Mughal é um tipo de pintura indiana que se deu origem nas ilustrações de livros e por isso também é chamada de pintura de miniatura, mesmo levando depois proporções maiores. Ela se desenvolveu e se caracterizou durante o Imperio persa Mughal entre os seculos 16 e 19. Essa arte é uma verdadeira mistura de arte indiana, persa e islãmica, muitas vezes retratando os afazeres da corte, como a caça e os casamentos. O famosos imperador Akbar foi um grande patrono dessa arte, fundando o primeiro atelier na India dedicado à essa arte. Mais tarde, Shah Jahan foi também um importante patrono.

Arte Rajput muito parecida esteticamente, surgiu pelo seculo 18 na corte indiana de Rajput. Seu tema vasto, também elaborava bem as historias da literatura indiana, como o Ramayana. Cada reinado certamente deu um toque para prevalecer seu proprio estilo, e hoje, especialmente na região de Shakhawati, (onde a Art Trip leva você em 2017) pode-se ver na famosas Havelis, mansões antigas dos maharajas. Assim como a arte Mughal, eram feitas de pigmentos tirado do solo ou das plantas, pedras preciosas, ouro e outros elementos – fazendo do artista também um verdadeiro alquimista da arte.

Kailash Chand Sharma

 

Nasceu em 1944, em Jaipur, em uma famosa familia de um clan de pintores, ele pertence à quinta geração dos “Musavvir Gharana”. Mr. Kailash transita em várias tradições da pintura em miniatura, mas em especial a arte jainista e na restauração, há mais de 50 anos.

Nosso workshop com Mr. Kailash, será de um dia na cidade de Jaipur, onde ele irá nos apresentar como trabalha e os temas da arte Jainista, assim como nos guiar nas pinceladas tradicionais, finalizando uma obra e levando conosco como marcas de uma pegada de nossa peregrinação artística!

Arte Jainista – Jainismo é uma religião que adota muitos preceitos budistas e hindus. Na iconografia jainista, se ilustra um meditante, similar ao Buda, sentado ou em pé e despido. Retrata principalmente tirthankaras, figuras importantes que despertaram do mar de ilusões e sofrimento de samsara. Também temas e diagramas relacionados à cosmologia, eventos historicos e cenas da vida de cada tirthankaras.
A pintura em miniatura mais antiga da India, é de um manuscrito do seculo 11, o Livro de Rituais, o Kalpasutra. Antes de teremo acesso ao papel pelo seculo 12, as pinturas eram feitas sobre folhas de palmeira e que ainda hoje p ode-se ver alguma manifestação sobre esse suporte.